Reajuste

Sucessivos ganhos reais recuperam salários

Os servidores municipais conquistaram nos últimos três anos índices de reajustes acima da infração desde que a atual diretoria, presidida por Marcos Tabosa tomou posse. Tem sido uma gestão marcada pela recuperação salarial, proporcionando alívio e esperança, após sucessivos anos de perdas.

Já na primeira negociação em 2010, o sindicato conquistou para a categoria, um ganho real de 63,5%. A inflação do período, tinha sido de 5,91% e o SISEM conseguiu 9,67%, iniciando desta forma, a recuperação salarial, melhorando a auto-estima de todos.

Em 2011, a negociação não foi tão boa quanto se esperava, mesmo assim, o sindicato continuou avançando na recuperação salarial, emplacando um ganho real de 41,3%. A inflação do período foi de 5,31% e o sindicato conseguiu 7,50%.

Mas em 2012, no vigor de sua capacidade de organização e representação, o SISEM foi para a mesa de negociação disposto a avançar muito e conseguiu o incrível reajuste de 122% de ganho real. A inflação do período foi de 6,36% e o índice conquistado foi de 14,13%.

O último reajuste foi a prova inequívoca de que o sindicato vem caminhando na direção da recuperação salarial e com isso melhorando substancialmente a vida dos servidores municipais. «Foi o maior reajuste dos últimos 7 anos», comemora o presidente do SISEM.

Além dos índices sempre superiores aos da inflação e em relação ao salário mínimo, muitas categorias tiveram um ganho extra e gratificações em função de atividades específicas em até 100% do salário-base. Outro ponto considerado crucial para os trabalhadores que o SISEM começou a discutir nesta gestão, foi a implantação do Plano de Cargos e Carreiras, algo reivindicado há duas décadas e que já está em fase de estudo pelas comissões da qual participa servidores escolhidos pelo sindicato.